Tecnologia do Blogger.
REPORTAGENS FOTOGRÁFICAS – RONALDO DÉBER- (085) 8721 2442

6 de jan de 2017

Crise financeira pode deixar mais um tradicional clube cearense ficar inativo.

Resultado de imagem para escudo do QuixadaA exemplo de Calouros do Ar, America e muitos outro clubes do nosso futebol ,  mais um  tradicional clube do futebol cearense está muito próximo de pedir licença e ficar inativo. A diretoria do Quixadá não sabe se terá condições de manter o time em atividade em 2017. Tudo por conta de uma grave crise financeira, que pode inviabilizar a participação no Campeonato Cearense Série B, que começa daqui a dois meses. “Ainda estamos trabalhando para evitar o pior”, disse o diretor secretário Francisco Ferreira, conhecido como “Pio”.

O dirigente disse que tem uma reunião marcada para segunda-feira com o prefeito eleito Ilário Marques, quando a situação será exposta. Com atraso na situação fiscal e tributária, Pio calcula que o Canarinho do Sertão precise de 12 mil reais para se regularizar, fora as despesas durante a competição. “Se a gente puder jogar em casa (o estádio Abilhão tem laudos pendentes) seria preciso algo em torno de 150 mil reais pra gente jogar”, disse.

Desistir do Campeonato Cearense Série B é uma possibilidade rechaçada pela diretoria, mas considerada a partir do momento que a situação do clube é levada em conta. “Nós vamos lutar, vamos fazer de tudo pra manter o Quixadá, infelizmente eu e o presidente (Betinho) não temos dinheiro, mas não vamos desistir de levar as coisas adiante”, prometeu Pio.

Até a reunião do Conselho Técnico da Série B, marcada para o dia 13 de janeiro, a diretoria do Quixadá promete uma solução. “Eu vou pessoalmente com o Betinho para a reunião na Federação (Cearense de Futebol) e vamos chegar lá com a decisão, tomara que com a certeza que vamos disputar o campeonato”, finalizou.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

  ©deberlima.blogspot.com - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Samuel Pinheiro | Topo