Tecnologia do Blogger.
REPORTAGENS FOTOGRÁFICAS – RONALDO DÉBER- (085) 8721 2442

8 de dez de 2016

Santos é o campeão do e-Brasileirão 2016


Final do e-Brasileirão 2016
O Santos, comandando por Guilherme Fonseca Agostini, é o campeão do e-Brasileirão 2016, primeiro campeonato de game de futebol da CBF. Na final, ele superou o Cruzeiro de Cláudio Henrique Silva Mesquita. A primeira partida foi vencida pelo Peixe por 4 a 2. No segundo jogo, 2 a 1 para o time mineiro. No placar somado, Guifera superou Henriquinho por 5 a 4 e ficou com o título.


O e-Brasileirão contou com 9.627 inscrições na primeira fase, que teve duelos online. Na segunda fase, torcedores do mesmo time se enfrentaram, presencialmente, em estações montadas dentro dos estádios para a definição dos representantes dos 20 clubes da Série A na fase final, que foi disputada das 11h às 19h desta quinta-feira (8), na sede da CBF, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

– A realização deste primeiro e-Brasileirão mostrou que a CBF estava no caminho certo, quando decidiu organizar a competição, que já está em nosso calendário, e será aperfeiçoada. Contamos com a parceria da Konami e o apoio decisivo dos patrocinadores, que entraram de cabeça no projeto. O e-Brasileirão é um passo sem volta e será melhor a cada ano – disse o secretário geral da CBF, Walter Feldman, que acompanhou todo o campeonato, no auditório da entidade.

Campanha do campeão

O santista de Bauru (SP) chegou à final como favorito, após uma campanha de cinco vitórias e uma derrota. Conseguiu abrir 3 a 0 no primeiro confronto, com dois de Ricardo Oliveira (11’ e 59’) e um de Lucas Lima (40’). O cruzeirense de Belo Horizonte (MG) diminuiu com Willian (80’) e Rafinha (87’), mas sofreu o quarto pelos pés de Copete (91’).

A finalíssima começou com um gol de Thiago Maia, aos 12 minutos do primeiro tempo, para o Santos. O Cruzeiro não desanimou e virou com Willian (24’) e Alisson (33’), mas não houve tempo para a reversão da vantagem. Para o campeão, o equilíbrio marcou as últimas fases.

– A semifinal contra o Sport foi muito dura. Fiquei bem nervoso no segundo jogo, mas segurei a pressão. Nessa final, consegui manter a tranquilidade e fazer o tempo passar até o apito final – afirmou Guilherme.

Guifera ergueu o troféu nesta quinta e o receberá, em definitivo, na Cerimônia de Encerramento do Brasileirão 2016, na próxima segunda (19), na CBF. Além da taça, ele ganhou um cupom gigante que dá direito a passagens aéreas, hospedagem e ingresso duplo para o próximo Pepsi On Stage, evento de uma das empresas patrocinadoras do e-Brasileirão.


– Dedico esse título aos meus amigos e à minha família. Meu pai veio comigo e minha mãe ficou torcendo à distância. Isso é muito importante porque eles sabem que estou atrás do meu sonho – comemorou Guifera.

CBF

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

  ©deberlima.blogspot.com - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Samuel Pinheiro | Topo